Saiba quando levar seu filho ao oftalmologista

Saiba quando levar seu filho ao oftalmologista

9 de agosto de 2012ÓCULOS SHOP

Saiba quando levar seu filho ao oftalmologista

Crianças que nascem nas maternidades geralmente são examinadas por médicos neonatologistas, mas nem sempre por oftalmologistas. Por isso, é fundamental que no primeiro ano de vida, de preferência até os seis meses, sejam encaminhadas para avaliação oftalmológica. O diagnóstico precoce de grande maioria dos problemas visuais é garantia quase certa de evolução favorável. Detectados tardiamente, porém, exigem tratamentos complexos aos quais elas nem sempre respondem bem, ou podem ser irreversíveis. Essa avaliação deve ser repetida aos três anos de idade e mais tarde durante o processo de alfabetização.

• Na maternidade, a criança é vista por um neonatologista que examina o globo ocular. Esse exame é muito importante para o diagnóstico de leucocoria (leukos = branco, koria = pupila), isto é, de um reflexo branco na pupila, sinal de alteração no cristalino (crianças podem nascer com catarata ou desenvolvê-la nos primeiros meses de vida), de retinoblastoma (tumor na retina), ou de um comprometimento na retina que é comum nos bebês prematuros. Esse reflexo esbranquiçado impede a passagem da luz. Se a luz não passa, as vias ópticas para o centro da visão no cérebro não se desenvolvem e atrofiam.

• Com três meses, a criança atravessa um período crítico e deve passar por nova avaliação oftalmológica para assegurar que o globo ocular está íntegro, que não existe opacidade na córnea ou no cristalino, nem alteração na retina.

• O desenvolvimento do mecanismo da visão é mais retardado nos prematuros. Além de demorar um pouco mais para enxergar, eles são mais suscetíveis a desenvolver estrabismo. Quando nascem pesando menos de 1.500 gramas ou antes de completar 35 semanas de gestação, podem ter descolamento de retina e outras sequelas visuais graves provocados não só pela antecipação do parto, mas pelo oxigênio que recebem na incubadora.

• Crianças que se aproximam muito do aparelho para assistir à televisão, coçam os olhos que estão constantemente vermelhos e piscam muito devem passar por avaliação oftalmológica para afastar as possíveis causas orgânicas desses sintomas. Às vezes, piscam demasiadamente e coçam os olhos para aliviar um pouco a confusão visual e o olho vermelho é consequência do excesso de irrigação sanguínea gerada pelo esforço de acomodação.

• Qualquer suspeita de desvio do globo ocular também é motivo suficiente para levar a criança ao oftalmologista. O estrabismo nem sempre é mecânico, ou seja, nem sempre ocorre em virtude de os eixos oculares não serem paralelos. Ele pode ser sensorial e ter como causa tumores cerebrais que provocam hipertensão craniana ou tumores da retina, por exemplo. Para dar uma idéia, o desvio ocular é um dos primeiros sinais do retinoblastoma. Só quando o tumor evolui para pior, a retina fica branca e o olho brilha como os do gato no escuro.

 

Fonte: Portal Hosp

Comments (1)

  • Benicio Pires Nogueira Pacheco

    1 de setembro de 2012 at 18:46

    Acho que esse importante site, deveria ser imparcial, e divulgar sobre a OPTOMETRIA, profissão tão importante, reconhecida em todo mundo.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post anterior

Óculos ou lentes de contato?

Óculos ou lentes de contato?

7 de agosto de 2012

Próximo Post

Saiba mais sobre a Coroideremia

Saiba mais sobre a Coroideremia

16 de agosto de 2012