Óculos prontos: o perigo está diante dos seus olhos

10 de maio de 2012Juliana
óculos prontos

“O orçamento apertou e não deu para fazer os óculos que o médico pediu”; “saí de casa correndo para uma reunião” e “esqueci meus óculos”. Estas são algumas desculpas para substituir os óculos personalizados, prescritos pelo oftalmologista, pelo uso dos óculos prontos. E isso pode causar sérios danos à visão.

Você já deve ter visto uma cena assim: alguém lendo o jornal ou revista com braços esticados lá longe. E assim vai até que o braço não estica mais e aí não existe outra opção. O jeito é consultar um oftalmologista.

Segundo o oftalmologista do HCO, Cláudio Picosse, uma coisa é inevitável. O problema é progressivo e tende a piorar com a idade. “A presbiopia, mais conhecida como vista cansada, é a dificuldade para enxergar de perto que as pessoas começam a ter a partir dos 40 anos.

Com a idade o cristalino, uma lente natural que temos no olho, vai perdendo a flexibilidade, condição necessária para ajustar o foco”, explica.

Aproximadamente 38 milhões de brasileiros têm presbiopia e para melhorar a visão, somente com o uso de óculos. Acontece que muitas pessoas têm recorrido ao uso de óculos prontos, também conhecidos como os “óculos de farmácia“, que além da drogaria, são vendidos em supermercados, camelôs e até em lojas de conveniência, os quais possuem grau aproximado ao indicado pelo médico. Mas é aí que mora o perigo! 

Óculos de farmácia

“Estes óculos apresentam graduações específicas que podem não corresponder exatamente ao grau do paciente, que pode estar usando óculos fracos ou fortes para sua necessidade, acarretando distúrbios visuais, dores de cabeça e desconforto na região ocular”, ressalta o especialista. Além disso, o oftalmo ainda destaca outro inconveniente. “Geralmente as pessoas não possuem o mesmo grau nos dois olhos e o uso dos óculos prontos poderá forçar mais um olho do que o outro o que possivelmente acarretará em mais problemas visuais”, afirma.

Cuidar de algo que é tão especial, como a visão, requer atenção redobrada. Mas a única forma de garantir a correção visual de maneira segura é com a prescrição médica. “O correto é que as pessoas procurem um oftalmologista para que possam identificar corretamente o grau exato para a correção visual e tenham a segurança de usar os óculos que realmente irão ajudar o paciente”, finaliza o oftalmologista.

Óculos prontos X Óculos prescritos

Distância pupilar padrão X Distância pupilar personalizada

Mesmo grau nas duas lentes X Graus diferentes para cada olho presente na maioria das pessoas

Avaliação da leitura feita a diferentes distâncias X Avaliação feita sempre na mesma distância

Frequentes irregularidades na superfície das lentes que podem causar astigmatismo X Lentes com superfície regular

Grau aproximado que pode agravar a presbiopia X São prescritos com grau correto

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post anterior

champion-rebelde-pulseiras-avulsas

Relógio Champion Rebelde - saiba tudo sobre as pulseiras avulsas!

17 de março de 2012

Próximo Post

olhos inchados

Por que acordamos com os olhos inchados?

15 de maio de 2012